PEQUIM (Reuters) – A China criticou o Reino Unido duramente nesta segunda-feira por enviar um navio de guerra ao Estreito de Taiwan, dizendo que tal comportamento “oculta intenções más” e que os militares chineses seguiram a embarcação e a alertaram a se afastar.

Uma publicação na conta de Twitter do navio informou que o HMS Richmond passou pelo estreito a caminho do Vietnã. Ele foi enviado ao Mar do Leste da China durante uma participação em operações de aplicação de sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) contra a Coreia do Norte.

A China reivindica Taiwan como parte de seu território e intensifica sua pressão militar e política para tentar forçar a ilha de governo democrático a aceitar a soberania chinesa.

Embora navios de guerra dos Estados Unidos cruzem o estreito quase mensalmente, apesar da oposição chinesa, os países aliados aos EUA costumam relutar em seguir o exemplo.

O Comando do Teatro Leste do Exército Popular de Libertação disse que organizou forças aéreas e navais para seguirem o Richmond e alertá-lo.

“Este tipo de comportamento oculta intenções más e prejudica a paz e a estabilidade no Estreito de Taiwan”, disse. “Forças do Comando do Teatro sempre mantêm um nível alto de alerta e se contrapõem resolutamente a todas as ameaças e provocações.”

As relações entre Pequim e Londres já estão tensionadas por causa de uma lista longa de questões, que vão do comércio aos direitos humanos.

A China intensifica seus exercícios no entorno de Taiwan e envia aeronaves de sua Força Aérea quase diariamente ao sudoeste da zona de defesa aérea taiwanesa.

(Por Gabriel Crossley; reportagem adicional de Ben Blanchard em Taipé)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).