Por Andrea Shalal e Devika Krishna Kumar

LAPLACE/NEW ORLEANS (Reuters) – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, visitou a Louisiana nesta sexta-feira para ver de perto a destruição causada pelo furacão Ida, a tempestade monstruosa que devastou a porção sul do Estado e deixou um milhão de pessoas sem eletricidade.

Biden se encontrou com o governador da Louisiana, John Bel Edwards, e com autoridades locais para falar do furacão, que representa um teste duro para o presidente logo depois da retirada caótica das forças norte-americanas do Afeganistão.

O quinto furacão mais poderoso a atingir os EUA chegou à terra firme no sul da Louisiana no domingo, cortando a eletricidade de mais de um milhão de consumidores e a água de outras 600 mil pessoas e criando condições angustiantes para os afetados, que também estavam sofrendo com o calor sufocante e a umidade.

“Esta tempestade foi incrível, não somente aqui, mas em toda a Costa Leste”, disse Biden durante uma reunião com autoridades. “Sei que vocês estão frustrados com a restauração da energia”, disse, acrescentando que o governo está trabalhando em tempo integral com as companhias elétricas e fornecendo geradores.

O governador de Nova Jersey, Phil Murphy, disse nesta sexta-feira que o Estado confirmou duas mortes adicionais de madrugada, o que eleva seu total a 25, e que ao menos seis pessoas ainda estão desaparecidas –o que significa que o número de fatalidades provavelmente aumentará.

(Reportagem adicional de Steve Holland, Kanishka Singh, Susan Heavey e Heather Timmons)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).