WASHINGTON (Reuters) – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta sexta-feira que haverá repercussões para os agentes de patrulha de fronteira de seu país por causa dos maus tratos a imigrantes do Haiti na fronteira sul norte-americana, que classificou como um constrangimento nacional.

Mas Biden acrescentou que, em última instância, é dele a responsabilidade pela situação na divisa do Texas com o México em meio a um influxo de milhares de haitianos que atrai atenção internacional desde a viralização de fotos de agentes a cavalo chicoteando imigrantes com rédeas.

“É claro, eu assumo a responsabilidade. Sou presidente”, disse ele aos repórteres na Casa Branca.

“Prometo a vocês que estas pessoas pagarão”, disse ele sobre os agentes. “Simplesmente não somos assim.”

O secretário de Segurança Interna, Alejandro Mayorkas, que deve falar em uma coletiva de imprensa na Casa Branca ainda nesta sexta-feira, iniciou uma investigação sobre a questão.

Apesar da revolta generalizada causada pelas imagens dos agentes de fronteira, também aumenta a pressão para Biden vigiar mais a divisa.

Enquanto isso, o México está pedindo aos haitianos na fronteira que desistam de entrar nos EUA e voltem à fronteira do México com a Guatemala para pedir asilo.

(Por Steve Holland e Heather Timmons em Washington)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).