Por Alexandra Ulmer e Kristina Cooke

CIUDAD ACUÑA, México (Reuters) – Autoridades norte-americanas transferiram cerca de 2.000 pessoas para outras estações de processamento de imigrantes na última sexta-feira de uma cidade na fronteira do Texas que tem recebido um fluxo de imigrantes haitianos e de outros países, afirmou o Departamento de Segurança Nacional neste sábado.

Essas transferências continuarão “para garantir que imigrantes irregulares sejam rapidamente levados sob custódia, processados e removidos dos Estados Unidos, de acordo com nossas leis e políticas”, disse o departamento, em um comunicado.

Embora algumas dessas pessoas procurando empregos e segurança estejam se dirigindo aos Estados Unidos há semanas ou meses, apenas nos últimos dias a quantidade de imigrantes chegando a Del Rio, Texas, atraiu atenção generalizada, gerando um desafio humanitário e político para o governo Biden.

O Departamento de Segurança Nacional afirmou que, para responder à situação imposta por mais de 10.000 imigrantes abrigados sob a Ponte Internacional de Del Rio que conecta a cidade a Acuña, no México, estava acelerando voos ao Haiti e outros destinos nas próximas 72 horas.

O departamento disse estar trabalhando com países onde os imigrantes começaram suas jornadas –para muitos dos haitianos, países como Brasil e Chile– para que eles aceitassem o retorno dos imigrantes.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).