Por Alexander Marrow e Anton Kolodyazhnyy e Anastasia Lyrchikova e Gleb Stolyarov

MOSCOU (Reuters) – Ao menos 11 trabalhadores morreram em um acidente em uma mina de carvão da Sibéria, na Rússia, nesta quinta-feira, e uma operação para resgatar dezenas de outras pessoas no subsolo foi suspensa devido a um risco de explosão, disseram autoridades locais e serviços de emergência.

Pó de carvão pegou fogo em um duto de ventilação da mina de Listvyazhnaya, situada na região coberta de neve de Kemerovo, na manhã desta quinta-feira e encheu a mina de fumaça, relatou a agência de notícias Tass citando serviços de emergência locais.

“O trabalho de busca e resgate foi suspenso temporariamente devido à ameaça de uma explosão”, disse um porta-voz não-identificado dos serviços de emergência, segundo citação da agência de notícias RIA.

Onze pessoas morreram e 35 outras ainda estão no subsolo, disse o governador regional, Sergei Tsivilev, de acordo com a RIA.

Dezenas estão sendo tratadas no hospital, ao menos algumas delas de envenenamento por fumaça, e quatro se encontram em estado crítico.

Imagens de vídeo mostraram agentes de resgate e ambulâncias chegando ao complexo da mina e policiais reunidos do lado de fora enquanto nevava na região localizada aproximadamente 3.500 quilômetros ao leste de Moscou.

Cerca de 285 pessoas estavam dentro da mina quando a fumaça se disseminou pelo duto de ventilação, disse o Ministério de Emergências. Ao menos 239 chegaram à superfície, disseram autoridades, mas não explicaram o que causou a fumaça.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).