(Reuters) – Os índices em Wall Street reverteram o curso e operavam em baixa nesta sexta-feira, enquanto o Nasdaq chegou a cair mais de 1% após comentários sobre corte de estímulos feitos pelo chair do Federal Reserve, Jerome Powell, assustarem os mercados, que negociam em níveis recordes.

O Dow e o S&P 500 bateram recordes no início da sessão, com ganhos da American Express, antes de Powell dizer que o banco central dos EUA está “no caminho certo” para começar a reduzir suas compras de ativos.

“Toda vez que ele (Powell) falou sobre a redução gradual de estímulos até agora, os mercados não ficaram incomodados com isso, mas agora, em níveis recordes, investidores tendem a ser um pouco mais sensíveis a essas notícias”, disse Randy Frederick, diretor administrativo de negociação e derivativos para a Charles Schwab em Austin, Texas.

O índice de referência S&P 500 ainda está a caminho de sua terceira semana consecutiva de ganhos, em alta de cerca de 1,4% no período.

Sete dos 11 principais índices setoriais do S&P 500 ainda estavam em alta no início da tarde, enquanto o setor de serviços de comunicação caía mais de 2% ao ser atingido por uma queda nos gigantes da mídia social.

Facebook Inc cedia 5,7%, e Twitter Inc perdia 4,4%, depois de o Snap Inc dizer que mudanças de privacidade da Apple Inc em dispositivos iOS prejudicaram a capacidade da empresa de direcionar e medir sua publicidade digital. As ações do Snap despencavam 25,3%.

Às 13:38 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,1%, a 35.638 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,369029%, a 4.533 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,87%, a 15.083 pontos.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).