Por Shreyashi Sanyal

(Reuters) – Os principais índices de ações dos Estados Unidos subiam nesta terça-feira, com balanços trimestrais animadores de Johnson & Johnson e Travelers elevando o apetite por risco, depois que grandes bancos deram início à temporada de resultados corporativos do terceiro trimestre com o pé direito na semana passada.

O índice S&P 500 está agora menos de 1% abaixo de uma máxima recorde atingida no início de setembro, com investidores esperando que um fluxo de balanços corporativos melhores do que o esperado leve o mercado a novos picos, apesar de preocupações com eventual aperto da política monetária.

Os papéis da Johnson & Johnson avançavam 1,8%, depois que a empresa aumentou sua previsão de lucro ajustado para 2021, mesmo mantendo a perspectiva para as vendas de sua vacina contra a Covid-19 neste ano.

Travellers ganhava 2,6%, após a seguradora de propriedades e acidentes superar as estimativas de lucro do terceiro trimestre.

Dez dos 11 principais índices setoriais do S&P 500 subiam, com as ações de saúde na liderança.

“Podemos realmente nos ver numa nova máxima recorde antes do fim do ano, por causa dos lucros corporativos e do típico otimismo sazonal”, disse Sam Stovall, estrategista-chefe de investimentos da CFRA.

Analistas agora esperam que o lucro das empresas listadas no S&P 500 tenha crescido 32,4% em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com dados da Refinitiv.

Facebook, Apple, Alphabet e Microsoft –empresas de tecnologia e comunicação de grande capitalização– subiam entre 0,6% e 0,9%. Netflix tinha alta de 0,4%, antes da divulgação de seus resultados trimestrais, ainda nesta terça-feira.

Às 11:30 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,35%, a 35.382 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,51778%, a 4.510 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,41%, a 15.084 pontos.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).