SÃO PAULO (Reuters) – A Volvo está vendo o início de uma recuperação na demanda por ônibus no Brasil neste terceiro trimestre, em meio à execução de programas de vacinação e redução de restrições à circulação de pessoas, afirmaram executivos da montadora nesta segunda-feira.

A companhia também anunciou o lançamento de um programa de arrendamento mercantil de ônibus rodoviários, em que o transportador, em vez de adquirir um ônibus, pode optar por pagar parcelas mensais à montadora em planos de até 60 meses, podendo optar ao final entre ficar com o veículo ou devolvê-lo para a fábrica.

Segundo executivos da companhia, a modalidade é a primeira do tipo no Brasil voltada ao mercado de ônibus e inclui diversos serviços como conectividade dos veículos.

“O mercado de ônibus caiu tanto (desde a pandemia) que só podemos melhorar agora”, disse Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Buses para América Latina em evento online. “O mercado na América Latina está dando vários sinais de que as coisas estão retomando de maneira saudável”, acrescentou o executivo.

Desde abril, a empresa tem visto um aumento de dois dígitos no número de viagens de ônibus sendo feitas no Brasil, afirmou um dos executivos da companhia durante a apresentação.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).