S’AGARO, Espanha (Reuters) – A economia da zona do euro enfrenta riscos de uma nova variante do coronavírus e do aumento de casos, mas seu impacto deve ser menor do que no passado graças às vacinas, disse o vice-presidente do Banco Central Europeu, Luis de Guindos, nesta sexta-feira.

“Temos um fator diferenciador, que é a vacinação”, disse de Guindos em evento na Espanha.

“Portanto, acho que o efeito sobre a economia será mais limitado, estou relativamente otimista.”

(Reportagem de Belen Carreno)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).