SÃO PAULO (Reuters) – A Vamos fará uma oferta restrita primária de cerca de até 65,6 milhões de ações, que espera precificar em 23 de setembro, segundo fato relevante da empresa de locação de caminhões, máquinas e equipamentos enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na noite de quarta-feira.

Considerando o preço de fechamento dos papéis na véspera, de 16,01 reais, o follow-on totaliza 1,05 bilhão de reais, considerando a oferta base (32.792.005 ações) e o lote adicional (até 32.792.005). Os coordenadores são BTG Pactual, Bradesco BBI, Itaú BBA, JPMorgan, Santander Brasil, UBS BB e XP.

Os recursos com a operação, segundo a companhia, serão destinados para crescimento orgânico com aquisição de caminhões e máquinas.

No mesmo fato relevante, a Vamos informou que os administradores da companhia optaram por descontinuar a divulgação de projeções financeiras anteriormente apresentadas, “tendo em vista a necessidade de alinhamento de sua política de divulgação de projeções com os procedimentos adotados por seus auditores independentes e demais consultores no âmbito da oferta”.

(Por Paula Arend Laier)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).