A Vale confirmou nesta segunda-feira, 27, que 39 funcionários da mineradora estão presos no subsolo na Mina Totten em Sudbury, Ontário (Canadá), desde a tarde de domingo, e que os trabalhos de resgate já começaram e que todos passam bem.

“Todos estão seguros, com acesso a água, alimentos e remédios. Os empregados sairão por meio de um sistema de escada de saída secundária com o apoio da equipe de resgate da empresa”, diz a companhia em nota. Não há relato de feridos.

Segundo a Vale, o incidente ocorreu quando o meio de transporte para transferência dos empregados saiu do eixo, após um incidente no poço. “Na tarde de domingo, uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina subterrânea se desprendeu, bloqueando o shaft (aberturas para a passagem de tubulações) e, com isso, indisponibilizando o meio de transporte dos empregados”, aponta a companhia.

De acordo com a mineradora, os empregados estavam no subsolo no momento e imediatamente foram para os postos de refúgio como parte dos procedimentos normais.

“A Vale está mantendo comunicação frequente com eles desde o incidente”, afirma a companhia. “A equipe de resgate alcançou os mineradores e iniciou a movimentação via acesso de escadas secundário. Resgatar os empregados de forma segura e rápida é nossa prioridade número um”, conclui a Vale.

Nos primeiros seis meses de 2021, a mina de Totten produziu 3,6 mil toneladas de níquel. A produção na mina está temporariamente suspensa e a companhia diz avaliar as medidas necessárias para a retomada da produção.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).