A expansão do e-commerce revolucionou o planejamento logístico das gigantes do varejo. Hoje, as grandes empresas do setor disputam quem faz a entrega no menor prazo para a maior parte do país.

A Via (Casas Bahia, Ponto e Extra.com.br), por exemplo, realiza entregas no mesmo dia em 65 cidades brasileiras. Para isso, ela conta com 27 centros de distribuição (CDs), além das 1.000 lojas físicas que servem como mini-CDs.

Para acelerar sua estratégia de e-commerce, a Via comprou em 2020 a startup de logística ASAP Log e vem investindo em um processo de reformas visando a automação de seus enormes galpões de distribuição.

Para descobrir como funciona todo o esquema logístico de perto, o 6 Minutos visitou o CD da Via de Jundiaí. Por lá, vimos que o segredo da agilidade não tem a ver, necessariamente, com a correria.

“Nós trabalhamos com horários de corte dentro da operação. Fazemos todo o processo de separação de produto, levamos para a linha de faturamento e, na sequência, já fazemos a expedição”, explica Fernando Andrioli, gerente do CD de produtos leves da Via, em Jundiaí.

No CD de produtos leves (celulares e eletroportáteis), os pedidos são processados em horários específicos, com períodos de pausa entre os ciclos. Os funcionários separam os produtos e os encaminham manualmente para a próxima etapa.

A automação, que já está em curso, trará grandes esteiras que devem otimizar todo esse processo e diminuir ainda mais o tempo das entregas.

Confira os bastidores do CD e um pouco da estratégia logística da Via, que promete viabilizar entregas em até uma hora ainda este ano:

Atualização: após a publicação do vídeo, a Via informou, por meio de sua assessoria, que o número de cidades que recebem entregas rápidas passou de 2.400 para 2.500.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).