As ações da petroleira Saudi Aramco voltaram a saltar em seu segundo dia de negócios na Bolsa de Riad, levando a petrolífera saudita a ultrapassar valor de mercado superior a US$ 2 trilhões, valor almejado pelo príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman para a empresa

O que aconteceu? No mercado saudita, os papéis da Aramco chegaram a subir 10% nesta quinta-feira, a 38,70 riais sauditas (US$ 10,32), antes de reduzir os ganhos nos primeiros minutos de negócios.

Ontem, na estreia da Aramco, as ações da empresa também avançaram 10%, que corresponde ao teto de valorização estabelecido pela bolsa saudita, levando seu valor de mercado a US$ 1,88 trilhão.

Com os ganhos de seus primeiros dois dias de pregão, a Aramco mantém uma liderança firme entre as maiores empresas do mundo em capitalização de mercado. A segunda maior, a Apple, tem valor estimado em US$ 1,19 trilhão.

Você pode me dar um pouco mais de contexto? O príncipe saudita colocou a realização da oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Aramco como peça chave de seu plano para diversificar a economia do reino e reduzir sua dependência do petróleo, prevendo usar os US$ 25,6 bilhões levantados na operação para o desenvolvimento de outros setores.

“O movimento inicial dos preços validou nossa tese de que a Aramco ofereceu seu IPO com desconto no preço, para deixar um potencial de alta sobre a mesa e permitir que investidores regionais se beneficiassem da listagem de sua joia da coroa”, disse em nota o CEO da Dalma Capital, com sede em Dubai, Zachary Cefaratti, que investiu no IPO.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).