As medidas de isolamento para evitar a propagação do coronavírus estão impulsionando os negócios por pagamentos online também entre as empresas de maquininhas de cartões.

Como funciona? As empresas enviam links por meio de aplicativos de mensagens, redes sociais ou SMS.  Assim, os estabelecimentos conseguem vender mesmo de portas fechadas.

Que empresas já fazem isso?  Na Cielo, líder do setor, a procura pela solução online disparou. Ri Happy, O Boticário, a empresa de calçados Santa Lolla e a rede de concessionárias Grupo Itavema estão entre as mais de 500 empresas que se credenciaram, só nesta semana, para usar a solução de link de pagamentos da companhia.

Que oportunidades surgem nesse contexto? A Stone antecipou um lançamento nessa área para atender aos clientes em tempos de coronavírus. A companhia está oferecendo uma ferramenta que gera um link de cobrança por meio da sua própria conta de pagamentos. Por ora, a novidade está acessível para quem já é cliente. A ideia é oferecer a todos os comerciantes a partir da primeira quinzena de abril.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).