A rede de hospitais Rede D’Or confirmou que está planejando uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), conforme um documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na quinta-feira.

A empresa, que tem como acionistas a família fundadora Moll, a gestora de private equity Carlyle e o fundo soberano de Cingapura GIC, não revelou quando planeja fazer sua estreia na bolsa de valores e nem a quantia de dinheiro que pretende levantar.

A Reuters informou em agosto que a Rede D’Or havia contratado bancos para um IPO, buscando uma avaliação de pelo menos 100 bilhões de reais.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.