Dois meses depois de ser promovido ao patamar de novo unicórnio brasileiro, título reservado às startups com valor de mercado acima de US$ 1 bilhão de dólares, o QuintoAndar anunciou o próximo passo da sua estratégia de negócios.

Com São Paulo como ponto de partida, a imobiliária digital começará a testar uma nova funcionalidade, a compra e venda de imóveis. A startup fez fama como uma plataforma que faz a intermediação entre quem quer alugar e potenciais inquilinos com uso de tecnologia para melhorar a experiência, simplificar e agilizar um processo que costuma ser burocrático e arrastado em imobiliárias convencionais.

O tempo médio de fechamento de um contrato é de 4 dias, enquanto a média de mercado fica em torno de 40 dias.

Quase todo o processo é feito de forma virtual: do agendamento da visita de quem está interessado em alugar um apartamento até o fechamento do contrato, passando pelo corretor que monta a sua grade de compromissos pelo celular. Não há necessidade de visita ao cartório nem de fiador por parte do inquilino.

Gabriel Braga e André Penha, sócios-fundadores do QuintoAndar

Gabriel Braga e André Penha, sócios-fundadores do QuintoAndar
Crédito: Divulgação/Quinto Andar

Como vai funcionar o serviço? Inicialmente, o QuintoAndar irá trabalhar apenas com imóveis em algumas regiões da capital paulista. O objetivo central é tentar reduzir o tempo para a conclusão de uma venda de imóvel no Brasil, que hoje estaria, em média, em 480 dias.

“Vamos usar nosso conhecimento em tecnologia e dados para trazer a mesma experiência positiva do aluguel para o segmento de compra e venda”, afirmou, em nota, o co-fundador e CEO da empresa, Gabriel Braga.

Quais são os diferenciais? Para alcançar o objetivo, a startup pretende contratar um grupo de especialistas, que possam agir nas etapas consideradas como as mais burocráticas: a verificação da documentação e a busca por financiamento.

Outra estratégia será a parceira com imobiliárias tradicionais, como já vem fazendo no segmento de locação. As imobiliárias poderão utilizar a plataforma do QuintoAndar para divulgar imóveis à venda. “A iniciativa vai multiplicar oportunidades de negócios para ambas, unindo a força do modelo do QuintoAndar ao conhecimento de mercado, capilaridade e experiência no atendimento presencial das imobiliárias”, diz a empresa, em comunicado.

Quando o serviço começa? Segundo o QuintoAndar, o cadastramento dos imóveis para venda poderá ser feito a partir da próxima segunda-feira, dia 2 de dezembro. O acesso para os compradores, no entanto, começará em janeiro.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).