O Uber colocou o pé no acelerador da customização dos serviços. Depois de divulgar o Uber Comfort para quem prefere fazer uma viagem sem ter que conversar com o motorista, a empresa anunciou nesta quarta-feira (dia 9) o lançamento do Uber Pet para quem quer levar o seu animal de estimação no trajeto de carro.

Quando começa o serviço? E onde? A novidade será colocada em prática a partir da próxima quarta-feira (dia 16) em algumas cidades dos Estados Unidos, como Austin, Denver, Filadélfia, Phoenix e Tampa Bay. Para ter o direito de levar o seu pet, o usuário terá que pagar um valor adicional, ainda não revelado, no preço da corrida.

E o Brasil? O Uber não revelou se estuda levar o Uber Pet para outros países, mas, dada a importância do mercado brasileiro para a empresa e a paixão do brasileiro por cães e gatos, é provável que o serviço seja oferecido no país nos próximos meses.

Mas já não era possível levar o animal de estimação nas viagens chamadas pelo aplicativo? Sim, e isso continua a ser permitido. Mas depende de cada motorista, no momento de receber o passageiro, concordar ou não em transportar o pet. Com a nova modalidade, a hipótese de recusa deixa de existir.

Sou motorista e não gosto do cheiro de cães no carro. Como faço? O Uber diz que os motoristas terão o direito de escolher não realizar viagens pelo Uber Pet.

Qual o contexto do novo serviço? O Uber está buscando diversificar as fontes de receita e o número de pessoas que podem fazer uso do seu aplicativo. Foi a lógica por trás do lançamento, por exemplo, do Uber Eats e do Uber Comfort.

A empresa pioneira no mercado de aplicativo de transporte abriu o capital na bolsa americana em maio e, desde então, está sujeita à análise minuciosa e à pressão por resultados por parte de investidores e analistas. Suas ações caíram cerca de 30% desde o IPO, a oferta inicial dos seus papéis, por causa de incertezas sobre seu modelo de negócios.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).