O bitcoin avançava para perto do maior nível em três anos nesta sexta-feira (20), conforme investidores seguem na expectativa de que a moeda digital poderá superar o recorde histórico de cerca de US$ 20 mil.

O bitcoin subiu para US$ 18.766,79, maior nível desde dezembro de 2017 e às 14h23 era negociado a US$ 18.628,32, em alta de cerca de 4,5%. A moeda acumula valorização de 17% nesta semana, o maior ganho semanal desde junho de 2019. No ano, a alta é de mais de 160%.

“O bitcoin assumiu hoje um lugar em que investidores institucionais, bancos e family offices estão ponderando exposição como uma defesa contra desvalorização monetária”, disse Alex Mashinsky, presidente-executivo da Celsius Network, uma plataforma de empréstimos em criptomoedas.

Ele acrescentou que em 2017 o rali da bitcoin foi liderado por investidores de varejo.

“Como grandes grupos, como LINE Corp e PayPal estão envolvidos desta vez, podemos esperar mais estabilidade que na bolha de 2017. Isso não é mais uma corrida do ouro”, acrescentou.

Outras grandes moedas digitais, incluindo ethereum e XRP, que normalmente acompanham os movimentos do bitcoin, subiam nesta sexta-feira. A ethereum mostrava alta de 7,7%, a US$ 508,20, enquanto a XRP tinha ganho de 3%, a US$ 0,31.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).