WASHINGTON (Reuters) – A produção nas fábricas dos Estados Unidos desacelerou mais do que o esperado em agosto em meio a problemas provocados pelo furacão Ida e pela escassez de matérias-primas e de mão de obra conforme a pandemia de Covid-19 se arrasta.

A produção manufatureira aumentou 0,2% no mês passado, informou o Federal Reserve nesta quarta-feira. O dado de julho foi revisado para mostrar alta de 1,6%, em vez do ganho de 1,4% informado antes.

Economistas consultados pela Reuters projetavam ganho de 0,4% da produção manufatureira.

A falta de matérias-primas junta-se à mais recente onda de infecções pela variante Delta do coronavírus, principalmente no Sudeste Asiático, além do congestionamento em portos da China.

Parte da desaceleração na manufatura reflete a mudança dos gastos de bens de volta para serviços por causa da vacinação contra a Covid-19.

A manufatura, que responde por 11,9% da economia dos EUA, permanece sustentada com as empresas buscando reabastecer estoques depois que eles foram esgotados no primeiro semestre do ano.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).