Por Nia Williams

CALGARY, Alberta (Reuters) – Os preços do petróleo subiram mais de 3% nesta terça-feira, estendendo a recuperação do dia anterior de quase 5% à medida que as preocupações diminuíram ainda mais sobre o impacto na demanda global de combustível diante da variante do coronavírus Ômicron.

Os contratos futuros do Brent fecharam em alta de 2,36 dólares, ou 3,2%, a 75,44 dólares o barril, após aumento na segunda-feira de 4,6%.

O petróleo WTI subiu 2,56 dólares, ou 3,7%, para 72,05 dólares o barril, após um ganho de 4,9% na sessão anterior. Na máxima da sessão desta terça-feira, cada contrato subia mais de 3 dólares.

Os preços do petróleo despencaram na semana passada com a preocupação de que as vacinas poderiam ser menos eficazes contra a nova variante Ômicron, gerando receios de que os governos poderiam impor novas restrições que afundariam a demanda de combustível.

No entanto, um oficial de saúde sul-africano relatou no fim de semana que os casos de Ômicron mostraram apenas sintomas leves, enquanto o importante especialista em doenças contagiosas dos EUA, Anthony Fauci, também disse que não parecia haver “um grande grau de gravidade” com a variante até agora.

“O mercado foi superestimado como uma reação automática à variante Ômicron e seu potencial de disseminação e impacto nas restrições de viagens”, disse Gary Cunningham, diretor de pesquisa de mercado da Tradition Energy. “Agora estamos vendo o mercado voltar às expectativas de forte demanda nos próximos seis a 12 meses.”

Em outro sinal de confiança na demanda por petróleo, o maior exportador mundial, a Arábia Saudita, aumentou os preços mensais do petróleo no domingo.

(Reportagem adicional de Noah Browning e Florence Tan)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).