Por Shadia Nasralla

LONDRES (Reuters) – Os preços do petróleo subiam nesta sexta-feira depois que o grupo Opep+ disse que poderia revisar sua política de aumento de produção no curto prazo se a demanda de petróleo cair devido a um número crescente de lockdowns, enquanto o Brent estava em curso para uma sexta semana de queda.

Os futuros do petróleo Brent subiam 1,91 dólares, ou 2,8%, para 71,62 dólares o barril, por volta das 9h10 (horário de Brasília). Os futuros do petróleo West Texas Intermediate (WTI) avançavam 1,83 dólares, ou 2,78%, para 68,34 o barril.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo, Rússia e aliados, chamados de Opep+, surpreenderam o mercado na quinta-feira ao manter os planos de adicionar 400 mil barris por dia (bpd) em janeiro.

“Sua decisão de continuar aumentando a produção mensal de petróleo é um voto de confiança nas perspectivas de demanda de curto prazo. Melhor dizendo, a Opep+ está apostando que a nova variante do Ômicron não terá um impacto duradouro na demanda de petróleo”, disse a PVM em uma nota.

Mas os produtores deixaram a porta aberta para mudar a política rapidamente caso a demanda sofra com as medidas para conter a disseminação da variante do coronavírus. Eles disseram que poderiam se encontrar novamente antes da próxima reunião agendada para 4 de janeiro.

Para a semana, o Brent estava prestes a cair cerca de 1,7%, recuando pela sexta semana consecutiva pela primeira vez desde novembro de 2018. WTI estava perto de uma estabilidade na semana, após cinco quedas semanais.

((Tradução Redação São Paulo 55 11 56447751))REUTERS RS

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).