WASHINGTON (Reuters) – O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego recuou para uma nova mínima em 19 meses na semana passada, sugerindo que a economia está retomando fôlego em meio a uma melhora significativa na saúde pública, embora as restrições de oferta permaneçam.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego caíram em 14 mil, para 269 mil em dado ajustado sazonalmente, na semana encerrada em 30 de outubro, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira.

Esse foi o patamar mais baixo desde meados de março de 2020, quando empresas foram fechadas na tentativa de desacelerar a primeira onda de infecções por Covid-19 nos Estados Unidos. A leitura marca a quinta queda semanal consecutiva nas solicitações.

(Por Lucia Mutikani)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).