A oferta pública inicial de ações da empresa de investimentos alternativos Pátria Investments Ltd. pode levantar até US$ 500 milhões, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

A transação pode ir a mercado nesta semana na bolsa americana Nasdaq, disseram as pessoas, pedindo para não serem identificadas porque a decisão ainda não é pública. O Blackstone Group, que detém 40% do Pátria, pode vender ações, mas provavelmente permanecerá como acionista, disseram as pessoas. O mínimo que a empresa brasileira espera levantar é US$ 350 milhões, adicionaram elas.

O Pátria não quis comentar.

O Pátria entrou com pedido de IPO na SEC, regulador do mercado de ações dos EUA, em dezembro, sem detalhar faixa de preço, tamanho ou prazo para a transação. A empresa brasileira nomeou o JPMorgan Chase & Co., o BofA Securities e Credit Suisse Group AG como coordenadores globais, de acordo com o prospecto, que afirma ainda que o total de ativos sob gestão em 30 de setembro era de US $ 12,7 bilhões. O Pátria disse que listaria ações ordinárias classe A sob o símbolo “PAX”.

Um relatório dos analistas do Banco BTG Pactual disse que o Pátria poderia ser avaliado em US$ 1,65 bilhão no IPO.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).