As conquistas esportivas e o carisma fizeram de Kobe Bryant um fenômeno de vendas de artigos esportivos, de tênis e camisetas a outros acessórios. A sua morte trágica, em um acidente de helicóptero no último domingo (dia 26), fez crescer a procura por coleções e produtos associados ao seu nome e fabricados pela Nike, com quem mantinha um relacionamento de 17 anos. Mas a empresa americana decidiu retirar esses itens de sua loja online no país e interromper o fornecimento deles nas lojas físicas, segundo a ESPN.

O consumidor que decide procurar algum produto com o nome de Kobe Bryant é direcionado para uma página em que consegue comprar apenas um cartão de presente (gift card) do Los Angeles Lakers, a mítica franquia que o ex-jogador defendeu nos 20 anos de sua carreira profissional na NBA, a liga americana de basquete.

Segundo informações apuradas pela ESPN, executivos da Nike avaliam como proceder — de forma definitiva — com a morte do esportista. Mas a retirada dos artigos busca evitar que eles sejam adquiridos agora por pessoas que queiram depois revendê-los depois a preços mais elevados no mercado secundário.

A Nike havia programado para o próximo dia 7 de fevereiro o lançamento um novo modelo, o Kobe 5 Protro, uma edição comemorativa que remetia a cores utilizadas por ele na conquista do título da NBA em 2010. Mas agora, segundo a ESPN, executivos avaliam o adiamento do tênis ou se mantêm a data prevista.

Modelos que levam a assinatura do ex-astro do Lakers se tornaram um sucesso de vendas, assim como já havia acontecido nos anos 90 com a linha Air Jordan e outros produtos associados a Michael Jordan, que muitos consideram o maior jogador de basquete de todos os tempos. Na atual temporada da NBA, cerca de cem jogadores já utilizaram modelos de Kobe, o equivalente a cerca de um quarto de todos os atletas da liga.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).