Por Paula Arend Laier

(Reuters) – A Movida assinou acordo para a compra da empresa de gestão e terceirização de frota Vox em negócio avaliado em 89 milhões de reais, de acordo com fato relevante à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no domingo.

O contrato, de acordo com a Movida, prevê a aquisição da totalidade das ações de emissão da Vox pelo valor contábil de sua frota verificado na data de fechamento, acrescido de um prêmio de 12,5%, resultando em um Enterprise Value, que deverá ser ajustado para reduzir a dívida líquida, refletir ajustes de capital de giro e outros ajustes no fechamento da transação.

Conforme o fato relevante, a Vox atualmente possui uma frota de aproximadamente 1,8 mil veículos de idade média de 1,2 ano que estão distribuídos entre seus 57 clientes.

A receita líquida em 2020 somou 53 milhões e o lucro líquido totalizou 9 milhões de reais, segundo dados não auditados, coma alavancagem medida pelo indicador dívida líquida/Ebitda de 2,3 vezes.

O preço da aquisição será pago em dinheiro, sendo 50% à vista e 50% no 1º aniversário da transação.

“Este movimento inorgânico está alinhado com a estratégia da companhia, que tem por objetivo a geração de valor, combinando preços compatíveis, crescimento e rentabilidade”, afirmou a Movida, acrescentando que a aquisição a fortalece em nichos específicos de mercado.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).