(Reuters) – O Morgan Stanley divulgou nesta quinta-feira lucro maior do que o esperado no terceiro trimestre, já que sua divisão de bancos de investimentos fechou mais acordos e gerou um recorde de 1,27 bilhão de dólares em consultoria.

O banco se beneficiou da forte atividade e fusões e aquisições (M&A), com acordos totais de 1,52 trilhão de dólares anunciados nos trimestre encerrado em 27 de setembro.

O número representa um crescimento de 38% em comparação com o ano anterior, maior do que qualquer trimestre já registrado, de acordo com os dados da Refinitiv.

O Morgan Stanley é o terceiro maior no ranking de assessoria para M&A, que classificam as empresas de serviços financeiros com base no valor das taxas de fusões e aquisições que geram, atrás dos rivais Goldman Sachs e JPMorgan.

A receita de sua unidade de banco de investimento, que compreende negócios de consultoria, foi de 2,85 bilhões de dólares, em comparação com 1,71 bilhão de dólares um ano atrás.

O lucro líquido atribuível aos acionistas ordinários subiu para 3,58 bilhões de dólares, ou 1,98 dólar por ação, ante 2,6 bilhões de dólares, ou 1,66 dólar por ação, um ano antes.

Analistas esperavam um lucro de 1,68 dólar por ação, de acordo com dados da Refinitiv.

A receita líquida aumentou para 14,75 bilhões de dólares no trimestre, ante 11,72 bilhões de dólares um ano antes.

(Por Sohini Podder e Matt Scuffham)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).