O lucro líquido consolidado dos quatro maiores bancos no 3º trimestre de 2021 foi de R$ 21,3 bilhões, o terceiro maior dos últimos 15 anos, de acordo com levantamento feito pela plataforma de informações financeiras Economatica. Esse resultado perde apenas para os do 2º trimestre de 2021 (R$ 23,1 bilhões) e do 4º trimestre de 2019 (R$ 21,8 bilhões).

O lucro no 3º trimestre de 2021 registrou crescimento de 36,75% com relação ao mesmo período de 2020, mas também recuo de -7,99% com relação ao 2º trimestre de 2021.

No 3º trimestre de 2021, o Bradesco teve o maior lucro (com R$ 6,64 bilhões), seguido por Itaú Unibanco (R$ 5,78 bilhões), Banco do Brasil R$ 4,60 bilhões) e Santander (R$ 4,27 bilhões).

Em comparação ao mesmo período do ano passado, todos eles tiveram aumento nos lucros: Bradesco (+58,6%), Banco do Brasil (+49,4%), Itaú Unibanco (+28,7%) e Santander (+12,2%).

Valor de mercado dos bancos subiu 7,15% desde início da pandemia

O valor de mercado consolidado dos quatro bancos em 7 de novembro de 2021 é de R$ 600 bilhões.

No pior momento da Bolsa brasileira, no final do 1º trimestre de 2020, o valor de mercado desses bancos era de R$ 560 bilhões. Assim, os quatro bancos registraram crescimento de 7,15% desde o pior momento da crise.

Atualmente, o Itaú Unibanco é o maior banco (com R$ 211,9 bilhões), seguido por Bradesco (com R$ 176,3 bilhões), Santander (com R$ 127,6 bilhões) e Banco do Brasil (com R$ 84,1 bilhões).

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).