O Itaú fechou 114 agências físicas, 20 PABs (postos de atendimento bancário) e 775 caixas eletrônicos próprios em um ano, segundo dados divulgados pelo balanço do banco nesta terça-feira (3).

O Itaú informa que quer “oferecer um banco totalmente digital com a conveniência do atendimento das agências”, para dar o poder de escolha ao cliente. A instituição diz que o fechamento das agências foi feito em busca de eficiência e maior demanda por atendimento via canais digitais.

Segundo o balanço, foram abertos 412 caixas eletrônicos 24 horas e duas agências digitais.

 2T212T20Variação em um ano
Agências físicas3.0413.155-114
PABs649669-20
Agências digitais197195+2
Caixas eletrônicos19.99220.767-775
Caixas 24H23.79823.386+412
Funcionários (no Brasil)85.61184.415 +1.196

Apesar do fechamento das agências, o banco informa que contratou 1.196 funcionários no Brasil em um ano.

Os funcionários voltam aos escritórios? O CEO do Itaú, Milton Maluhy Filho, afirmou que o banco vai começar um projeto piloto para o trabalho híbrido, mas que só o tempo dirá qual a melhor forma de trabalho para o banco.

“Não acreditamos que existe uma data de retorno única. A nossa lógica é que, a partir de agosto,  começamos a fazer testes tentando trabalhar no novo modelo que acreditamos, que é o híbrido. Vamos começar um piloto que deve envolver entre 1.000 e 2.000 funcionários voluntários. Não tomamos a decisão se vamos exigir ou não a vacina para o trabalho presencial, isso está em discussão”, disse Maluhy Filho.

Quais as perspectivas econômicas do banco? O CEO do Itaú afirma que o banco espera um PIB de 5,8% e Selic de 7,5% ao ano em 2021.

“Vemos uma recuperação na atividade e, por isso, esperamos um crescimento do PIB perto de 5,8%. Por outro lado, tem uma pressão inflacionária maior vindo do setor de serviços e isso vai fazer com que o aperto monetário aconteça com mais intensidade. A nossa melhor política econômica é a vacinação”, afirma Maluhy.

Leia também: Queda em provisões para calotes faz lucro líquido do Itaú Unibanco subir mais de 55%

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).