Por Andy Bruce

LONDRES (Reuters) – Investidores apostavam nesta segunda-feira que o banco central da Inglaterra planeja dois aumentos consecutivos nos juros nas suas reuniões de novembro e dezembro, com mais elevações no próximo ano, depois que o presidente do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Andrew Bailey, sinalizou que a instituição agirá para conter as expectativas de inflação.

Bailey disse no domingo que a alta nos preços de energia ameaça prolongar um salto dos preços ao consumidor, o que pode alimentar expectativas de uma inflação mais elevada, e que o banco central precisaria agir para evitar isso.

Os mercados futuros agora precificam totalmente um aumento nos juros de 15 pontos-base pelo BoE em 4 de novembro e outra alta de 25 pontos-base em dezembro, seguidas por mais três aumentos em 2022 que levariam a taxa básica para cerca de 1,25%.

“Os comentários ‘hawkish’ (inclinados a condições monetárias mais apertadas) do presidente Andrew Bailey no fim de semana sugerem que um aumento dos juros no Reino Unido em novembro é cada vez mais provável”, disse James Smith, economista do ING.

(Por Andy Bruce)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).