JACARTA (Reuters) – A Indonésia espera que o aumento das exportações e uma recuperação no consumo das famílias resultem em um crescimento econômico de 4,3% no terceiro trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, refinando uma previsão anterior de crescimento de 4% a 5%, mas há obstáculos à frente, alertou a ministra das Finanças nesta segunda-feira.

Referindo-se à nova previsão do terceiro trimestre como uma revisão altista, a ministra das Finanças, Sri Mulyani Indrawati, disse que os indicadores para a demanda interna melhoraram desde a segunda semana de agosto, quando as medidas de restrição em combate ao coronavírus começaram a ser suspensas.

A ministra também deu uma nova previsão oficial de crescimento anual para 2021, de 4%, ante previsão anterior de 3,7% a 4,5%.

Em coletiva de imprensa online, ela listou a possibilidade de redução de estímulos nos Estados Unidos e na União Europeia, potencial desaceleração do crescimento econômico da China e aumento da inflação global, entre outras incertezas, como potenciais obstáculos à recuperação da Indonésia.

Os dados do terceiro trimestre serão divulgados em 5 de novembro.

(Por Gayatri Suroyo)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).