Por Shreyashi Sanyal

(Reuters) – As ações europeias tiveram forte queda nesta segunda-feira, com as crescentes preocupações com a solvência do grupo imobiliário China Evergrande assustando os investidores em início de semana repleta de reuniões de grandes bancos centrais.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 1,7%, a 1.749 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 1,67%, a 454 pontos.

As ações de mineração perderam 3,6%, refletindo queda nos preços das commodities.

As ações asiáticas fecharam em queda após forte baque nos papéis da Evergrande, a incorporadora mais endividada do mundo.

“Mais significativo do ponto de vista dos mercados mundiais é a situação preocupante da grande incorporadora chinesa Evergrande, que parece estar na beira do precipício, com temores sobre contágio da situação para a economia geral da China. Esta é uma notícia particularmente ruim para mineradoras”, disse Russ Mold, diretor de investimentos da AJ Bell.

O índice referencial europeu STOXX 600 caiu por três semanas seguidas devido a preocupações com a desaceleração do crescimento global, alta da inflação, casos persistentemente elevados de Covid-19 e contágio de regulações mais duras sobre as empresas chinesas.

A reunião de política monetária do Federal Reserve estará no foco na terça e quarta-feiras, quando o Fed deve abrir caminho para a redução do estímulo. No total, 16 bancos centrais vão se reunir esta semana, incluindo Brasil, Reino Unido e Japão.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,86%, a 6.903,91 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 2,31%, a 15.132,06 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,74%, a 6.455,81 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 2,57%, a 25.048,26 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,20%, a 8.655,40 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,62%, a 5.213,55 pontos.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).