XANGAI (Reuters) – Os principais índices de ações da China caíram mais de 1% nesta quinta-feira, com os papéis de imobiliárias e bancos liderando as perdas em meio a receios de que os problemas financeiros da endividada incorporadora China Evergrande Group desencadeariam um amplo contágio.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 1,2%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 1,3%.

As ações da China Evergrande listadas em Hong Kong despencaram 6,4%, para seu menor nível em uma década, à medida que a empresa enfrenta uma crise de liquidez em meio às restrições de Pequim ao setor inflado. A agência de classificação Fitch alertou que um “default” da Evergrande poderia expor vários setores a um risco de crédito elevado.

O índice imobiliário do CSI300 cedeu mais de 3%. Tanto o Goldman Sachs quanto o JPMorgan alertaram sobre os riscos de contaminação do setor imobiliário chinês mais amplo.

Já o índice bancário perdeu 1% em meio a temores de que os problemas da Evergrande poderiam resultar em mais empréstimos inadimplentes.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,62%, a 30.323 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,46%, a 24.667 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,34%, a 3.607 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,22%, a 4.807 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,74%, a 3.130 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,43%, a 17.278 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,19%, a 3.064 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,58%, a 7.460 pontos.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).