Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) – O Ibovespa subia nesta terça-feira, indicando quarta sessão consecutiva de ganhos, alinhado com forte abertura de bolsas dos Estados Unidos e na esteira de diminuição dos receios sobre a variante Ômicron do coronavírus.

Commodities também ajudam o Ibovespa, com salto dos preços do minério de ferro e alta do petróleo.

Na cena local, notícias sobre as negociações para potencial promulgação de trechos da PEC dos Precatórios seguem no radar dos investidores, enquanto Comitê de Política Monetária do Banco Central tem hoje primeiro dia da última reunião de 2021.

Às 11h08, o Ibovespa subia 0,96%, a 107.880,99 pontos. O volume financeiro era de 5,7 bilhões de reais.

Um alívio com relação à Ômicron segue ditando tom positivo nos principais mercados de ações, após falas de uma autoridade de saúde sul-africana e de Anthony Fauci, principal referência em doenças infecciosas dos EUA, no sentido de que os casos da variante não vêm se mostrando graves, apesar de relatos de maior transmissibilidade.

Corroboram esse sentimento as informações da farmacêutica britânica GSK de que seu medicamento contra Covid-19 desenvolvido com a norte-americana Vir Biotechnology é eficaz contra todas as mutações da Ômicron. Os dados, entretanto, ainda necessitam ser publicados.

O menor grau de preocupação com a Ômicron, pelo menos em comparação aos temores iniciais dos investidores, que ainda aguardam informações mais concretas, engatilha a alta dos papéis ligados à tecnologia no exterior. Tendência também é vista no Brasil, onde Méliuz e Inter puxam a alta do Ibovespa em percentual.

No Brasil, ainda há indecisão sobre a promulgação dos trechos da PEC dos Precatórios aprovados pelas duas Casas do Congresso. Na véspera, houve reunião entre os líderes, mas nenhuma decisão foi anunciada. A PEC abre espaço para o financiamento do Auxílio Brasil de 400 reais, novo programa social do governo.

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, o governo vai editar uma medida provisória para garantir os recursos necessários ao pagamento de dezembro, diante da não resolução da questão da PEC.

DESTAQUES

– MÉLIUZ ON disparava 13,2%, INTER UNIT subia 6,6% e LOCAWEB ON avançava 2,6%, com ações locais ligadas ao setor de tecnologia também performando bem, em sintonia com os papéis em Wall Street.

– VALE ON disparava 3,3%, CSN ON subia 4%, USIMINAS PN avançava 1,8% e GERDAU PN tinha alta de 2%, após salto do minério de ferro, em meio à medida de aumento de liquidez para apoiar o crescimento econômico na maior produtora e consumidora de aço, a China.

– PETROBRAS PN subia 0,4% e ON avançava 0,8%, alta tímida dado o desempenho do petróleo, que estendia ganhos da véspera com menor receio sobre Ômicron e aumento de preços pela Arábia Saudita. PETRO RIO ON saltava 3,8%, na esteira do avanço da commodity e após divulgar dados operacionais de novembro.

– VIA ON subia quase 2%. Outras varejistas também avançavam, como MAGAZINE LUIZA ON, que marcava alta de 2,2%.

– ENERGISA UNIT caía 1,6%, EDP ENERGIAS DO BRASIL ON cedia 1,4%, TAESA UNIT recuava 0,9%, assim como CPFL ENERGIA ON, enquanto CEMIG PN desvalorzava-se 0,7%.

– ITAÚ UNIBANCO PN caía 1,1%, BRADESCO PN cedia 0,9%, BANCO DO BRASIL ON recuava 01% e SANTANDER BRASIL UNIT tinha queda de 0,6%

– MULTIPLAN ON e MRV ON caindo 1,8% e LOJAS RENNER ON recuando 1,7% também estavam entre destaques de baixa.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).