O Brasil tem mais de 40 mil lojas de pets, que faturaram juntas cerca de R$ 40 bilhões no ano passado. Em 2020, ano em que a pandemia abateu diversos negócios, o faturamento do setor cresceu 13,5% em relação a 2019, segundo dados do IPB (Instituto Pet Brasil).

Esse incremento pode ser ainda maior, dependendo da empresa e do modelo de negócio que explora. Na Petlove, que é focada na venda de assinaturas de produtos pela internet, o crescimento foi de 65%. “Foi o melhor ano da nossa história, crescemos acima do que prevíamos”, disse Marcio Waldman, CEO da Petlove.

Na Petz, a receita líquida atingiu R$ 1,4 bilhão em 2020, avanço de 45% em relação a 2019. Na Cobasi, o aumento foi de 20%.

O que explica esse crescimento fora da curva? O que sustenta os números grandiosos desse segmento foi o fato de o pet ter saído do quintal para virar membro da família. “Houve a humanização do pet. Quando me formei, o cachorro ainda era o segurança da casa, cuidava do quintal. Mas, aos poucos, ele começou a entrar dentro das casas. Hoje, os animais não estão só dentro das casas, mas em cima das nossas camas”, afirma Waldman.

O CEO da Petlove lembra que aconteceram muitas adoções de pets no ano passado, impulsionadas pela pandemia. “O pet é muito importante para a saúde mental das pessoas, ele faz companhia, dá carinho.”

Qual o tamanho da população pet? A população de pets aumentou para 141,6 milhões de animais em 2019, segundo último dado disponível. Desse total, 54,2 milhões são cães, 40 milhões são aves, 24,7 milhões são gatos e 19,4 milhões são peixes ornamentais. Também há 2,4 milhões de répteis e pequenos mamíferos.

Por que a pandemia não pegou o mercado pet? Os petshops foram considerados serviços essenciais e por isso foram autorizados a funcionar mesmo nas frases mais restritas de combate ao coronavírus.

Mas Daniela Bochi, gerente de marketing da Cobasi, não vê uma relação com o crescimento do setor em 2020 com a pandemia. “O setor vem crescendo vigorosamente desde 2016, por isso não vejo relação com a pandemia, mas sim com o reconhecimento do animal de estimação como membro da família.”

O que os donos de pets mais compram? Os números podem variar um pouco de empresa para empresa, mas as rações os itens mais vendidos. Veja ranking dos mais comercializados pela Petlove:

  • Ração seca
  • Ração úmida
  • Antipulga
  • Vermífugos
  • Areia sanitária
  • Tapete higiênico

Qual a expectativa para 2021? É de continuar crescendo. Para suportar a expansão, a Petlove vai inaugurar mais um centro de distribuição de distribuição, que lhe permitirá dobrar sua capacidade de armazenamento. Hoje, a empresa conta com centros de distribuição em A empresa já conta com três – em Minas Gerais, Pernambuco e São Paulo.

A Petz e a Cobasi seguem firmes na estratégia de expansão do número de lojas. A Petz encerrou 2020 com 133 lojas em 16 unidades federativas. “Para 2021, esperamos acelerar o ritmo de expansão e continuar nossa diversificação geográfica com a entrada em novas praças e regiões, buscando sempre pontos comerciais com localização privilegiada”, disse em seu relatório de resultados financeiros do 4º trimestre de 2020.

A Cobasi aparece em segundo lugar, com 112 lojas em 11 Estados. “Cumprimos nosso plano de inaugurar de 15 a 20 lojas por ano nos últimos 5 anos. Em 2021, já inauguramos nove. A meta é abrir 30 novas unidades em 2021”, afirma Daniela.

Daniela Bochi, gerente da Cobasi/Divulgação

Alguma novidade na forma de atender o cliente? Petz e Cobasi já possuíam canais de venda digitais, mas criaram novas formas de atender online o cliente em 2020.

Já a Petlove, que comprou a Vetus, empresa de sistema de gestão de petshops e clínicas, quer digitalizar os pequenos negócios que ainda vivem na era analógica. “Nós temos uma visão mais construtivista do mercado. Existem duas redes que se expandem por meio de big lojas e exterminam os pequenos lojistas. Nós queremos trazer o pequeno para o ecossistema de vendas online, dar a ele a possibilidade de vender produtos e serviços”, afirma Waldman.

Marcio Waldman, CEO da Petlove/Divulgação

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).