As empresas Hapvida e Notre Dame Intermédica informaram que as discussões para uma potencial combinação dos negócios continuam em andamento e ponderaram que, até o momento, não foi assinado nenhum documento para uma oferta vinculante. As informações constam em fatos relevantes publicados separadamente por cada uma das companhias no fim da noite de segunda-feira, dia 15.

A Hapvida incluiu em seu comunicado a avaliação de que “as negociações têm avançado adequadamente e que espera, em breve, chegar a um acordo vinculante quanto aos termos e condições finais da operação proposta à Notre Dame.

Por sua vez, a Notre Dame disse apenas que continua conversando sobre os pontos comerciais e de governança, mas não pode revelar mais detalhes porque os termos são sigilosos.

Maior operadora de planos de assistência médica e odontológica do Nordeste, a cearense Hapvida propôs, em janeiro, uma combinação de negócios com a Notre Dame Intermédica, outra peso-pesado do setor de planos de saúde.

A companhia fruto da fusão será formada por 300 clínicas e 70 hospitais e passará a ter 8,3 milhões de usuários de convênio médico e mais de 5,2 milhões de beneficiários de plano dental, com abrangência nacional.

No comunicado de hoje, as empresas informaram que, caso concluída a transação, o novo grupo resultante da combinação terá uma estrutura de copresidentes, postos que serão ocupados por Irlau Machado Filho e Jorge Pinheiro, atuais presidentes de cada uma. Elas acrescentaram ainda têm o objetivo de manutenção dos atuais administradores de ambas as partes.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).