A crescente preferência dos brasileiros pelas SUVs (sigla em inglês para sport utility vehicle) tem levado as maiores indústrias do país a repensar a sua estratégia de lançamentos. A ofensiva da vez vem da GM, líder em vendas no país há 50 meses no mercado como um todo, mas com uma fatia de apenas 4,1% do crescente segmento de SUVs.

A montadora americana lança no início do ano a Equinox nas versões 1.5 Turbo e Midnight, uma alternativa intermediária de acabamento. Os preços de entrada estão na casa de R$ 130 mil, respectivamente. O modelo que consagrou a Equinox como a alternativa de maior potência da categoria premium dos SUVs tem motor 2.0 turbo, com 262 cavalos, além de tração integral. Mas chega a custar R$ 160 mil na versão Premier.

O preço mais alto se reflete nas vendas da Equinox: foram 4.217 unidades vendidas de janeiro a novembro, o que a coloca apenas na 19ª posição do ranking de vendas de SUVs neste ano, segundo a Fenabrave (a associação que reúne as concessionárias).

O líder de vendas é o Jeep Renegade, cujos preços começam perto de R$ 90 mil: foram 63 mil unidades comercializadas neste ano. A segunda posição é do Jeep Compass, com preços de tabela a partir de R$ 116 mil até chegar a quase R$ 200 mil no modelo top de linha: foram vendidos 54,5 mil neste ano.

Os SUVs na faixa de preços que vão até R$ 150 mil respondem por quase 60% das vendas da categoria. E isso explica o novo posicionamento da Equinox, que quer abocanhar uma fatia desse segmento.

O modelo 1.5 Turbo rende 172 cavalos de potência, ainda se destacando entre os SUVs. E a Midnight tem acabamento interno e externo escurecido, para passar um visual mais esportivo.

“Os lançamentos nos ajudam a vender mais. Acreditamos que, com a retomada da economia, as pessoas voltarão a comprar carros. E serão modelos com maior valor agregado”, diz Carlos Zarlenga, CEO para a América do Sul da GM. É uma avaliação em parte corroborada pelos próprios números de mercado.

Os SUVs já são a segunda categoria de carros mais vendidos no país, com 26,3% do total neste ano, atrás apenas dos hatches médios (33,2%), que inclui campeões de venda como o Onix, o Ford Ka e o Hyundai HB20 — são exatamente os três modelos mais vendidos do país neste ano, nessa ordem, incluindo todas as categorias.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).