RIO DE JANEIRO (Reuters) – O governo fluminense previu nesta quinta-feira arrecadar ao menos 2,6 bilhões de reais com a concessão do bloco 3 da empresa de saneamento básico do Rio de Janeiro, em nova licitação.

O novo valor da outorga é mais que o dobro do preço original de cerca de 900 milhões de reais, após a elevação do número de municípios no bloco, de 7 para 19.

O reforço inclui Barra do Piraí, Bom Jardim, Bom Jesus do Itabapoana, Carapebus, Carmo, Itaperuna, Natividade, Macuco, Rio das Ostras, São Fidélis, São José de Ubá e Vassouras. Até o lançamento do edital, previsto para outubro, mais cidades podem aderir ao bloco.

“A nova licitação é uma oportunidade para que mais 3 milhões de pessoas sejam atendidas pela concessão”, afirmou o secretário da Casa Civil, Nicola Miccione.

O governo fluminense fez acordo com BNDES para estudos para o edital. Em abril, 3 blocos dos 4 da Cedae foram vendidos em leilão que levantou 22 bilhões de reais. O bloco 3 não recebeu lances. Segundo o governo, vencedoras do leilão de abril estão interessadas no bloco 3, com leilão previsto para dezembro.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).