Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) – Os gastos dos consumidores nos Estados Unidos aumentaram de forma expressiva em setembro, mas foram parcialmente limitados pelos preços mais altos, já que a inflação continuou alta em meio à escassez de veículos e outros bens diante das restrições de oferta mundiais.

O Departamento do Comércio informou nesta sexta-feira que os gastos do consumidor, que respondem por mais de dois terços da atividade econômica dos EUA, subiram 0,6% no mês passado. Os dados de agosto foram revisados para cima, para alta de 1,0%, em vez de 0,8%, conforme divulgado anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters previam aumento de 0,5% nos gastos do consumidor.

O núcleo do índice de inflação PCE –que exclui os componentes voláteis de alimentos e energia– subiu 0,2%, após alta de 0,3% em agosto. Nos 12 meses até setembro, a medida aumentou 3,6%, após ganho semelhante em agosto.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).