Por Camila Moreira

SÃO PAULO (Reuters) – A projeção do mercado para a inflação no Brasil neste ano foi acima de 8% e trouxe consigo expectativas de maior aperto monetário tanto em 2021 quanto em 2022.

A pesquisa Focus do Banco Central divulgada nesta segunda-feira mostrou que a estimativa para a alta do IPCA este ano disparou pela 24ª semana seguida e chegou a 8,35%, de 8,0% antes. Para 2022 o cálculo também aumentou, a 4,10%, de 4,03%.

Ambos os resultados ficam bem acima do centro da meta do governo, de 3,75% para este ano e de 3,50% para o próximo, ambas com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Diante do forte cenário inflacionário, os especialistas consultados passaram a ver a taxa básica de juros em 8,25% ao final de 2021 e 8,50% em 2022, de 8,0% para ambos os anos no levantamento anterior.

Para a reunião do BC esta semana, a projeção continua sendo de uma elevação de 1 ponto percentual na Selic, atualmente em 5,25%.

Já a perspectiva para crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) este ano permaneceu em 5,04%, mas para 2022 caiu em 0,09 ponto percentual, a 1,63%.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).