Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) – Um consórcio liderado pela companhia Aguila Energia apresentou a melhor proposta para a compra do Polo Bahia Terra da Petrobras, em valor superior a 1,5 bilhão de dólares, afirmaram duas fontes com conhecimento do tema à Reuters nesta segunda-feira.

Na concorrência, o consórcio formado pela Aguila Energia – companhia fundada por ex-executivos da PetroRio – juntamente com a Infra bateu propostas feitas por PetroRecôncavo, 3R e Seacrest/Eneva, segundo as fontes.

Após ser selecionado por apresentar a melhor proposta, pela Petrobras, o consórcio segue para uma fase de negociações com a petroleira estatal.

O Polo Bahia Terra compreende 28 concessões de produção terrestres, localizadas em diferentes municípios da Bahia e acesso à infraestrutura de processamento, logística, armazenamento, transporte e escoamento de petróleo e gás natural.

A produção média do polo em janeiro e fevereiro de 2021 foi de cerca de 13,5 mil barris de óleo por dia e 660 mil m³/dia de gás, segundo informações publicadas pela petroleira anteriormente. A Petrobras é a operadora nesses campos, com 100% de participação.

Procurada, a Petrobras informou que não vai comentar.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).