SÃO PAULO (Reuters) – A Engie Brasil assinou um contrato de financiamento com o BNDES de 1,473 bilhão de reais destinado à implantação do Conjunto Eólico Santo Agostinho I, informou a companhia em comunicado divulgado nesta quarta-feira.

Em construção no Rio Grande do Norte, o parque eólico Santo Agostinho I terá 434 megawatts (MW) de potência e foi viabilizado com contratos fechados no mercado livre de energia (ACL). A expectativa é de que o complexo esteja totalmente em operação no início de 2023.

O financiamento junto ao BNDES tem prazo de amortização de 263 meses e representa em torno de 64% dos investimentos a serem realizados no projeto, disse a Engie Brasil.

(Por Letícia Fucuchima)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).