E a fila de companhias para abrir o capital na B3 continua cheia.

A gestora de frotas de caminhões BBM Logística pediu nesta segunda-feira (dia 17) registro para realizar sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

A operação, que envolve ofertas primária e secundária de ações, será coordenada por BTG Pactual, Itaú BBA, ABC Brasil e Santander Brasil, de acordo com o prospecto preliminar da transação protocolado na CVM (Comissão de Valores Mobiliários), autarquia federal que regula e fiscaliza o mercado de capitais.

Quanto a empresa pretende levantar? E quais os prazos? Essas informações foram mantidas em sigilo no prospecto preliminar.

De quem é a BBM Logística? Ela é controlada pela empresa brasileira de private equity Stratus, especializada em comprar participações em companhias fechadas, com 65,6% das ações ordinárias. Também são acionistas relevantes os executivos Marcos Egídio Battistella (com 28,67% do capital votante) e Juares Luiz Nicolotti (5,73%).

Como os recursos serão utilizados? No documento, a BBM afirmou que pretende usar recursos da oferta primária — ou seja, com a emissão de ações novas, cujos recursos vão para o caixa da companhia — para crescimento orgânico, realizar possíveis aquisições, investir em tecnologia, em capital de giro e na amortização de dívidas.

Quem já abriu o capital na B3 neste ano? A incorporadora Mitre e a empresa de tecnologia Locaweb já fizeram seu IPO na B3 no início de fevereiro. Ambas levantaram mais de R$ 1 bilhão e tiveram uma demanda muito superior à oferta de papéis. Na última semana, foi a vez da construtora Moura Dubeaux.

Nesta segunda, a Priner abriu a temporada dos chamados mini-IPOs.

E quem mais entrou com pedido na CVM? Há outras cinco companhias na fila: a Vamos, de locação de caminhões e máquinas, a Allied Tecnologia, a construtora Canopus e os banco BV (ex-Banco Votorantim) e Daycoval.

(Com a Reuters)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).