RIO DE JANEIRO (Reuters) – O conselho da Eletrobras aprovou a adesão por seis Sociedades de Propósito Específico (SPEs) de geração hidrelétrica ao programa de Stand Still, do BNDES, que foi lançado como uma das medidas emergenciais ao mercado para o enfrentamento à crise hídrica, informou a estatal em comunicado nesta sexta-feira.

Por meio do programa, as SPEs poderão suspender temporariamente o pagamento de principal e juros no âmbito dos contratos de financiamentos diretos e indiretos do BNDES por até sete meses, entre setembro de 2021 e junho de 2022.

O saldo devedor garantido pela Eletrobras nos contratos envolvidos nessa operação somavam 25,47 bilhões de reais em 30 de junho.

As sociedades envolvidas são Norte Energia, Santo Antônio Energia, Energia Sustentável do Brasil, Companhia Hidrelétrica Teles Pires, Empresa de Energia São Manoel e Companhia Energética SINOP.

“Esta medida contribuirá para que as SPEs preservem liquidez, diante do cenário de crise hídrica e possíveis desdobramentos negativos no setor elétrico, principalmente sobre inadimplência e efeitos de Generation Scaling Factor (GSF), que altera a garantia física no âmbito do Mecanismo de Realocação de Energia (MRE)”, disse a empresa.

A empresa ressaltou ainda que esta operação não implicará em modificação nas taxas de juros dos contratos, além de que, durante o período de suspensão dos pagamentos, os juros incidentes sobre os financiamentos serão incorporados ao saldo devedor dos contratos, ficando os prazos de vencimento destas dívidas inalterados.

(Por Marta Nogueira)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).