CIDADE DO MÉXICO (Reuters) – O crescimento econômico do México desacelerou em agosto, arrastado por atividades do setor primário, como agricultura, pesca e silvicultura, bem como por atividades terciárias, que incluem serviços e varejo, mostraram dados da agência nacional de estatísticas do país (Inegi) nesta segunda-feira.

A atividade econômica recuou 1,6% em agosto na comparação com julho, em dado com ajuste sazonal, com as atividades primárias em baixa de 2,4% e as atividades terciárias, de 2,5%, segundo os dados.

As atividades secundárias, que englobam produção fabril, mineração, construção e geração, transmissão e distribuição de energia, aumentaram 0,4% em agosto ante julho, em termos dessazonalizados.

Em relação a agosto do ano passado, a atividade econômica cresceu 4,3%, mostraram os dados sem ajuste sazonal.

(Por Anthony Esposito)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).