(Reuters) – O Dow liderava as perdas entre os principais índices de Wall Street nesta sexta-feira, com as ações de viagens, bancos e commodities sentindo intensamente o impacto da onda de vendas desencadeada pela descoberta de uma nova variante do coronavírus possivelmente resistente às vacinas.

As operadoras de cruzeiros Carnival Corp , Royal Caribbean Cruises e Norwegian Cruise Line despencavam mais de 9% cada, enquanto as companhias aéreas United Airlines , Delta Air Lines e American Airlines afundavam quase 10%.

Dez dos 11 principais setores do S&P 500 caíam, com os papéis de energia <.SPNY> despencando 6,3%, liderando as perdas, seguidos pelos índices financeiro <.SPSY> e industrial <.SPLRCI>.

O índice de bancos <.SPXBK> recuava 5,1%, conforme investidores diminuíam apostas de aumentos mais rápidos dos juros nos Estados Unidos.

Os mercados de ações globais afundaram drasticamente após notícias de que a nova variante foi detectada na África do Sul, com cientistas dizendo que ela tem uma combinação incomum de mutações e pode ser capaz de resistir a respostas imunológicas e ser mais transmissível.

União Europeia, Reino Unido e Índia estão entre os locais que anunciaram controles de fronteira mais rígidos. Uma autoridade importante do setor de doenças infecciosas dos EUA disse que a proibição de voos do sul da África é uma possibilidade.

“As ações estão reagindo negativamente porque não se sabe até que ponto as vacinas serão eficazes contra a nova cepa e, portanto, aumenta o risco de novos lockdowns que levariam a um impacto econômico”, disse Peter Garnry, chefe de estratégia de ações do Saxo Bank.

Às 13:31 (horário de Brasília), o índice Dow Jones <.DJI> caía 2,81%, a 34.797 pontos, enquanto o S&P 500 <.SPX> perdia 2,216971%, a 4.597 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq <.IXIC> recuava 2,17%, a 15.501 pontos.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).