SÃO PAULO (Reuters) – O dólar apresentava desvalorização contra o real nos primeiros negócios desta terça-feira, acompanhando melhora no apetite por risco internacional diante de redução nos temores relacionados à variante Ômicron da Covid-19, enquanto na cena doméstica debates em torno do fatiamento da PEC dos Precatórios dominavam as atenções.

Além disso, o Banco Central dá início nesta terça a seu encontro de política monetária de dois dias, em que deve decidir elevar a taxa Selic em 1,50 ponto percentual, a 9,25% ao ano, de acordo com pesquisa da Reuters com economistas.

Às 9:09 (horário de Brasília), o dólar à vista recuava 0,43%, a 5,6679 reais na venda. Na B3, o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento caía 0,49%, a 5,6970 reais.

A divisa norte-americana spot fechou a última sessão em alta de 0,25%, a 5,6925 reais na venda, máxima para encerramento desde 13 de abril deste ano (5,7175).

(Por Luana Maria Benedito)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).