SÃO PAULO (Reuters) – A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu nesta quarta-feira processo administrativo sobre a Petrobras, sem informar o motivo, após o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, terem feito declarações envolvendo a privatização da empresa.

O registro no site da CVM não menciona o objetivo da investigação. Segundo um fonte com conhecimento do assunto, o processo foi aberto após a Petrobras ter publicado fato relevante na segunda-feira informando que questionou o governo sobre a eventual existência de estudos para privatização da companhia.

Bolsonaro afirmou que a privatização da Petrobras “entrou no radar” do governo. Depois, Guedes disse que bastou frase de Bolsonaro sobre privatização da Petrobras para as ações da estatal subirem.

(Por Aluísio Alves)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).