WASHINGTON (Reuters) – Os custos trabalhistas unitários dos Estados Unidos aumentaram mais do que se pensava inicialmente no terceiro trimestre, sugerindo que a inflação pode permanecer alta por um tempo.

O Departamento do Trabalho informou nesta terça-feira que os custos unitários do trabalho –o preço do trabalho por unidade de produção– aceleraram a uma taxa anualizada de 9,6% no último trimestre, acima da taxa de 8,3% divulgada em novembro.

Os custos com mão de obra subiram 5,9% no trimestre de abril a junho, aumentando a uma taxa de 6,3% em comparação com um ano atrás, em vez da taxa de 4,8% relatada anteriormente.

Economistas ouvidos pela Reuters previam que os custos unitários do trabalho subiriam a um ritmo não revisado de 8,3%.

A escassez relacionada à pandemia, em meio a cadeias de suprimentos problemáticas, elevou a inflação bem acima da meta de 2% do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA). Os salários também estão em alta, com as empresas lutando para encontrar trabalhadores.

A remuneração por hora aumentou a uma taxa de 3,9% no terceiro trimestre, em vez da taxa de 2,9%, conforme relatado anteriormente.

(Por Lucia Mutikani)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).