A rede americana de fast fashion Forever 21 entrou com um pedido de concordata nesta noite de domingo (dia 29) nos Estados Unidos. A rede, uma das maiores do mundo, tem 815 lojas em 57 países, incluindo o Brasil.

O que é a concordata? É uma figura do direito empresarial equivalente ao pedido de recuperação judicial no Brasil. A Forever 21 entrou com um pedido no Chapter 11, que é o Capítulo 11 da Lei de Falências nos Estados Unidos. Se o pedido feito pela Forever 21 for aceito pela Justiça, a empresa ganhará tempo para reestruturar os seus negócios e apresentar um plano de pagamento aos credores, que não poderão tomar medidas contra o devedor.

Qual o contexto? Grandes redes varejistas de moda (e de outros ramos) estão sofrendo com as mudanças de comportamento de consumidores, que cada vez mais fazem compras pela internet. A queda nas receitas contrasta com os valores elevados pagos pelas grandes redes nos pontos comerciais nas cidades. Há uma tendência global de fechamento de lojas de rua e de demissão de funcionários para se adequar à nova realidade.

Nos Estados Unidos, redes tradicionais como a Sears (lojas de departamento), a Borders (livrarias) e a Toys “R” Us (brinquedos) entraram com pedido de concordata ou fecharam as portas nos últimos anos.

Entre as varejistas de moda, é possível citar a britânica Arcadia Group (dona das redes Topshop, Topman e Miss Selfridge) e a sueca H&M como exemplos de empresas que também enfrentam dificuldades.

A Forever 21 tem lojas no Brasil. O que vai acontecer? Ainda é cedo para afirmar, mas, se as lojas forem rentáveis, é possível que, no médio prazo, elas mantenham as portas abertas e continuem funcionando. A empresa afirmou que deve sair de mercados na Ásia e na Europa, mas não na América Latina.

Loja da Forever 21 em Berlim: rede americana de fast fashion enfrenta grave crise financeira
Crédito: Shutterstock

De quem é a Forever 21? Ela pertence aos empreendedores Jin Sook e Do Won Chang, que são casados. Eles fundaram a empresa em 1984, em Los Angeles, três anos depois de terem chegado da Coreia do Sul.

Sook e Chang chegaram a ter uma fortuna somada de US$ 5,9 bilhões em 2015, mas, com a perda de dinamismo dos negócios e, mais recentemente, com a crise financeira da rede, o patrimônio caiu para US$ 1,6 bilhão.

O pedido de concordata significa o fim da linha para a Forever 21? Difícil saber. Existem casos bem-sucedidos de empresas que entraram em concordata, conseguiram reestruturar sua operação e voltar ao lucro. A GM, uma das maiores empresas do setor automotivo, e a companhia aérea United Airlines são exemplos positivos.

Por outro lado, a crise da Forever 21 está no contexto da crise do varejo tradicional de lojas físicas, o que significa dizer que não se trata apenas de um desafio de gestão, mas do próprio modelo de negócios do setor.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).