BRUXELAS (Reuters) – A economia da zona do euro cresceu mais do que inicialmente previsto no segundo trimestre do ano, mostraram dados revisados do escritório de estatísticas da União Europeia, com os gastos do consumidor recuperando-se acentuadamente após dois trimestres de declínio durante os lockdowns da pandemia.

O Eurostat disse nesta terça-feira que o Produto Interno Bruto (PIB) dos 19 países que compartilham o euro cresceu 2,2% em relação ao trimestre passado e 14,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. As estimativas anteriores eram de alta de 2,0% e 13,6%, respectivamente.

As economias de todos os países da zona do euro registraram expansão, exceto Malta, embora não houvesse dados para Luxemburgo.

Ainda assim, os volumes do PIB no bloco monetário ainda estão 2,5% abaixo de seus picos pré-Covid.

(Por Philip Blenkinsop)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).